tratamento esclerosante

Como funciona o tratamento esclerosante de vasinhos?

A escleroterapia é um tratamento realizado por um cirurgião vascular, para reduzir ou eliminar os vasinhos. Conhecido como aplicação, age ao injetar nas varizes e vasos uma substância química que as resseca.

É possível que o paciente sinta um pouco de dor ou desconforto na introdução da agulha, mas não é preciso anestesia e todo o procedimento dura uma média de uma hora, diretamente no consultório médico. Não é preciso internação e o paciente pode se movimentar normalmente.

Como funciona o tratamento esclerosante de vasinhos?

Os vasinhos são frequentes principalmente na população feminina . As veias ao se tornarem doentes, ficam inapropriadas para a circulação do sangue, que busca veias saudáveis para fazer seu trabalho de drenagem e limpeza do organismo. A escleroterapia serve para obstruir esses vasos evidentes e fazer com que a circulação da região se normalize.

O tratamento esclerosante de varizes pode ser feito para vasinhos, vasos dilatados ou mal formados, cujo primeiro objetivo é estético. Na verdade, essa prática trata de uma doença que pode trazer consequências para o paciente.

O esclerosante pode ser glicose, polidocanol líquido ou em espuma que pode ser aplicado ou injetado na veia a ser tratada. Atuam para alterar a constituição das células do vaso com problemas, fazendo com que ele se contraia e feche. Em seguida, após a aplicação, o médico realiza uma massagem no local e compressão para que não haja hematomas e a veia tratada não forme novas no mesmo lugar.

Seja qual for a substância, ela é diluída no sangue através dos vasos maiores e normais, onde perde seus efeitos. A glicose é a mais comum, exatamente por ser mais lentamente reabsorvida e causar menos efeitos secundários. Já o laser atinge diretamente a hemoglobina das células vermelhas, aumentando sua temperatura ao ponto de causar uma ebulição que fecha o vaso.

Ela não deve ser feita quando os vasinhos presentes estão conectados as veias calibrosas. Para isso, é preciso a realização de um procedimento cirúrgico anterior de retirada da veia.

Cuidados importantes para o tratamento

Para que o tratamento seja bem sucedido é preciso adotar cuidados antes e depois do procedimento. Antes do procedimento, o paciente não deve fazer depilação na área, aplicar cremes nas pernas ou pegar sol. Já após, é indicado o uso de meias compressoras elásticas que vão trazer resultados mais rápidos e evitar o surgimento de novas veias.

Pelo período de três dias, o paciente deve evitar praticar exercícios intensos e que podem causar força e pressão na região. Mas é muito importante verificar como é o atual estilo de vida e fazer as alterações necessárias que incluem atividades físicas constantes com uma alimentação mais rica em nutrientes e com menos gorduras.

Podem surgir queimações localizadas no momento posterior a injeção, mas é um sintoma que desaparece mais rapidamente. Há ainda como efeito colateral o surgimento de pequenas manchas escuras no local da aplicação, hematomas e bolhas, pela fragilidade da região. É raro, mas podem acontecer efeitos alérgicos na aplicação e feridas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico cirurgião vascular e endovascular em Andradina!

Comentários
Dr. Fábio Aprigio

Posted by Dr. Fábio Aprigio